Frederico Muller Coutinho, Eduardo Coutinho e Edson Nabuo Yabumoto foram presos na operação Mantus, deflagrada no dia 29 de maio.

Três integrantes de uma organização criminosa que disputava o comando do jogo do bicho em Mato Grosso prestaram depoimento nesta quarta-feira (5), em Cuiabá. O empresário Frederico Muller Coutinho, Eduardo Coutinho e Edson Nabuo Yabumoto foram presos na operação Mantus, deflagrada no dia 29 de maio.

Durante o depoimento, Frederico Muller e Eduardo Coutinho ficaram em silêncio e não se pronunciaram. Já Edson confirmou que faz parte do esquema liderado do Frederico. O G1 tenta contato com a defesa dos citados. De acordo com a Polícia Civil, duas organizações criminosas brigavam entre si em Mato Grosso. Uma seria comandada por Frederico e a outra por João Arcanjo Ribeiro, também preso na operação.

Operação Mantus

A Operação Mantus foi deflagrada pela Delegacia Especializada de Fazenda e Crimes Contra a Administração Pública (Defaz) e pela GCCO para o cumprimento de mandados expedidos pelo juiz da 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, Jorge Luiz Tadeu.

As ordens judiciais foram cumpridas em Cuiabá, Várzea Grande e em mais 5 cidades do interior do Estado.

As investigações iniciaram em agosto de 2017, conseguindo descortinar duas organizações criminosas que comandam o jogo do bicho em Mato Grosso e que movimentaram em um ano, apenas em contas bancárias, mais de R$ 20 milhões.

Frederico Müller Coutinho

O empresário Frederico Müller Coutinho é um dos delatores da Operação Sodoma, que investigou fraudes que resultaram na prisão do ex-governador Silval Barbosa.

Müller trocava cheques no esquema e chegou a passar dinheiro para o então braço direito do ex-governador. Os cheques teriam sido emitidos como parte de um suposto acordo de pagamento de propina ao grupo político do ex-governador.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui