Luiza Brunet
Luiza Brunet revelou que também vivenciou violência doméstica (Imagem: Reprodução / Instagram)

Agredida em 2016 pelo então namorado, o empresário Lírio Parisotto, Luiza Brunet, que prestou queixa na época, e atua hoje em dia enfrentando a violência contra as mulheres, revelou que sofreu discriminação da sociedade quando o assunto foi exposto.

Fui muito julgada quando eu fiz a minha denúncia e sei exatamente o que isso causa na parte moral e física”, contou a ex-modelo, em uma live com a ginecologista Albertina Takiuti.

Você adquire doenças por conta dessa fragilidade de ser exposta, de você contar uma desgraça que aconteceu na sua vida para a sociedade, para mostrar que a violência está em todas as classes. E você sofrer coação, julgamento, tanto da parte de quem te faz mal quanto da sociedade. Você fica com a vontade de retroceder”, afirmou.

Na conversa, Luiza também lembrou o abuso que sofreu quando tinha 13 anos e trabalhava na casa de uma família. “Eu tinha vergonha de falar. Comecei a ter mais coragem de falar dessas coisas muitos anos depois”, disse Brunet, que também foi vivenciou violência doméstica.

“Minha mãe ficou mais de 20 anos casada com o meu pai e sofrendo violência. Meu pai era alcoólatra, o que potencializa ainda mais a violência. E conviver com isso na infância foi terrível”, desabafou.

O post Luiza Brunet desabafa sobre recriminação após denúncia de agressão do ex apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.